quinta-feira, 1 de junho de 2017

NOVENA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

   ORAÇÃO PREPARATÓRIA como no primeiro dia.



LEITURA PARA O SÉTIMO DIA

O amor de Deus é hóspede que não admite um outro na alma

   1 - O Espírito Santo é chamado hóspede da alma: "Doce hóspede da alma". Este hóspede, Jesus o prometeu aos que o amam, dizendo: "Se me amais, rogarei ao Pai, e ele vos dará outro consolador, para que fique convosco para sempre" (Jo 14, 15-16). O Espírito Santo nunca abandona a alma, se não for expulso por ela mesma. "Só abandona, diz um autor, quando é abandonado". Deus, portanto, mora num coração que o ama; mas ele mesmo declara só estar contente se o amarmos de todo o coração. Santo Agostinho narra que os romanos pagãos não queriam ter Jesus Cristo no número dos seus deuses por ser um Deus orgulhoso que exigia toda a adoração para si. Tinham razão; pois realmente o Salvador não admite rival num coração. Sozinho quer viver nele, sozinho quer ser amado; e quando outra criatura tem parte no nosso coração, olha-a, por assim dizer, com olhares invejosos. São Tiago escreve: "Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: "O espírito que em vós habita tem desejo de inveja" (Tiago 4, 5). "Em uma palavra, diz São Jerônimo, Jesus é um Deus cioso" Por isso o Esposo divino louva as almas que como rolas vivem solitárias e longe do mundo": "Tuas faces são belas como as da rola" ( Cânt. 1, 9). Por isso exige que o mundo não tenha parte no amor que quer possuir sozinho, chamando a esposa um jardim fechado: "És um jardim fechado, ó minha irmã-esposa" (Cânt. 4, 12). És um jardim fechado a qualquer amor terrestre.

   2 - Porventura Jesus não merece nosso amor? diz São João Crisóstomo: "Deu-te tudo, nada te subtraiu". Sua vida e seu sangue deu por ti, e nada lhe resta que te pudesse oferecer.

   Reconheço, meu Deus, quanto exigis que eu seja inteiramente vosso. Apesar de eu ter-vos tantas vezes lançado fora do meu coração, voltastes sempre a unir-vos comigo. Possuí meu coração totalmente; eu vo-lo apresento todo inteiro. Aceitai-me, meu Jesus, e não permitais que no futuro viva um só instante sem amar-vos. Vós me procurais; também eu nada quero além de vós. Vós exigis que vos pertença; eis que meu coração nada cobiça a não ser a vós. Vós me amais, também eu vos amo. E porque vós me amais, eu me uno estreitamente a vós, para jamais ser separado de vós. 

   Maria, Rainha dos céus, em vós ponho toda a minha confiança. Amém. 


ORAÇÕES FINAIS como no primeiro dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário